Rostislav Sedlacek / stock.adobe.com

Massa magra x gordura: saiba qual é a proporção ideal para se ter no corpo  

O peso corporal isoladamente não pode ser considerado um bom parâmetro para avaliar o estado de saúde ou o processo de emagrecimento – principalmente quando se trata de pessoas que praticam exercícios físicos.

Divulgação / Pexels

Isso porque o corpo humano é composto de diversos componentes, que têm diferentes pesos e ocupam diferentes volumes. Alguns se mantêm quase invariáveis ao longo da vida adulta. É o caso de ossos e órgãos. Outros, no entanto, se alteram, como o peso de gordura, de massa muscular e de líquidos.  

Por isso, é tão importante medirmos a composição corporal (percentual de gordura e de massa magra) e não só o peso, para evitarmos a falsa impressão de emagrecimento, quando na verdade estamos perdendo músculos. Ou ainda achar que estamos engordando, quando na verdade estamos ganhando músculos.

Jefferson Botega/ Agência RBS

O conteúdo de gordura no nosso corpo aumenta com o passar dos anos e é diferente entre os sexos masculino e feminino. Não existe um valor único ideal para todo mundo, mas faixas de percentuais variadas, conforme idade e sexo.

QUAL A PROPORÇÃO IDEAL?

Antonioguillem / stock.adobe.com

Para mulheres adultas, o percentual de gordura adequado fica em torno dos 20% (pode-se ter menos do que isso, mas envolverá limitações alimentares e alta prática de exercícios físicos).

O mesmo vale para o volume de massa muscular. Em média, mulheres adultas saudáveis deveriam ter cerca de 25-30% de massa muscular. Acima de 30% é considerado um valor muito bom.

Carlos Macedo/ Agência RBS

Em homens adultos saudáveis o percentual de gordura adequado é entre 15 e 19%, e o de massa magra deve ser acima de 33%. 

É importante ter em mente que o ser humano perde massa muscular com o passar do tempo, e por isso os valores de referência também vão se alterando.

Se pensarmos na manutenção da saúde ou em emagrecimento saudável e duradouro, devemos focar em baixa quantidade (ou perda) de massa de gordura e manutenção (ou até ganho) de massa muscular.

Chinnapong/stock.adobe.com

Para que isso aconteça, devemos ter uma prática adequada de exercícios físicos bem planejados e orientados, repouso e sono adequados, além de outros hábitos saudáveis como não fumar, não consumir muita bebida alcoólica, não ingerir açúcares, frituras e seguir uma alimentação equilibrada.

Confira outras matérias de Donna

GOSTOU DO CONTEÚDO?

Acompanhe as últimas notícias em GZH