Omar Freitas/ Agência RBS

Por que o mar gaúcho é marrom?

O mar das praias gaúchas ganhou, carinhosamente, o apelido de "chocolatão". Mas, afinal, por que elas têm essa cor? GZH te explica.

Quem nunca torceu o nariz para a cor das águas do litoral do Rio Grande do Sul naqueles dias em que a onda quebra parecendo uma calda de chocolate?

Omar Freitas/ Agência RBS

A cor das águas de mares, rios ou lagoas é influenciada, entre outros fatores, pelos componentes presentes nelas. O Rio Grande do Sul tem rios com uma alta produção de matéria orgânica, em tons avermelhados ou amarronzados.

É ele quem espalha, por meio da corrente marítima, essa matéria orgânica que vem dos rios para toda a costa gaúcha.

Nesse processo, entra outro responsável pela cor das águas, que, surpreendentemente, não tem cor: o vento!

Omar Freitas/ Agência RBS

E a espuma do mar, que completa o combo do chocolatão? Também cai na conta do vento! A costa do Rio Grande do Sul é praticamente reta, favorecendo os ventos que deixam o mar mais agitado. Essa movimentação, somada a componentes bioquímicos da água salgada, forma a espuma.

Maycon Rodrigues/ Divulgação

E por que as praias de Santa Catarina, tão pertinho, têm mar verdinho? Simples: a costa catarinense não tem a mesma influência de rios nem tantos ventos como o litoral gaúcho.

A cor marrom do mar gaúcho não significa sujeira – tampouco o contato com as algas faz mal à saúde.

Mas atenção: não há motivo para preocupação nem para nojinho com o nosso chocolatão.

Omar Freitas/ Agência RBS

Sendo assim, pode aproveitar tranquilo o melhor jeito de se refrescar nesse calorão que faz na temporada: com um bom mergulho.

Confira outras matérias de Comportamento

GOSTOU DO CONTEÚDO?

Acompanhe as últimas notícias em GZH